Sargento da PM pede que grupo não use drogas em terreno e é assassinado a tiros

Um sargento da reserva da Polícia Militar foi assassinado a tiros após ter pedido que um grupo saísse da propriedade dele e não usasse drogas no local. O crime aconteceu na tarde desta sexta-feira (11), na zona rural do município de Coraci, sul da Bahia.

Segundo informações da Polícia Militar, o grupo era formado por cerca de seis homens e teria reagido após o sargento, identificado como Lúcio Soares dos Santos, de 59 anos, pedir que eles se retirassem da região.

O filho de Lúcio estava no local, mas não ficou ferido. A vítima chegou a ser socorrida por alguns vizinhos, mas não resistiu aos ferimentos e morreu antes mesmo de chegar a um hospital.

Um adolescente suspeito do crime já foi apreendido. Os outros suspeitos conseguiram fugir, mas estão sendo procurados pela polícia. O corpo de Lúcio foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Itabuna.

 

www.jequitinhonhanews.com/VN

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.