Quem mandou matar Ronaldo Santana fica sem resposta, Júri Popular absolve os 4 acusados de crime de mando. Advogados de defesa foram destaque

Depois de quase 21 anos, os 4 acusados da morte do radialista Ronaldo Santana - Paulo Dapé, Antônio de Oliveira, Valdemir Batista e Maria Sindoiá - foram absolvidos pelo júri popular. A sentença foi proferida pelo juiz Otaviano Sobrinho, nesta quarta-feira, 16 de maio, terceiro dia do julgamento no fórum Mário Albiani, em Eunápolis, local do crime. O que se viu foi um processo frágil sem elementos que comprovassem o envolvimentos dos acusados. A atuação dos advogados de defesa - Fabrício Frieber, Antônio Pitanga e Igor Saulo, todos de Eunápolis - foi destaque durante o julgamento, ao lado do notório criminalista Maurício Vasconcelos. Atuaram na acusação os promotores de Justiça Ariomar da Silva e Luiz Ferreira Neto. Agora o caso é página virada na história política da cidade e a pergunta indagando quem teria mandado matar o radialista vai continuar no ar, sem resposta.

 

www.jequitinhonhanews.com/Bahia 40 graus 

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.