PF e CGU realizam operação que combate desvios de verbas públicas

A Polícia Federal (PF) e a Controladoria Geral da União (CGU) deflagraram, na manhã desta quinta-feira (3), a “Operação Desconstrução”, que combate um esquema de desvio de recursos públicos destinados às áreas da educação e saúde no município de Anagé, localizado no sudoeste da Bahia.

Cerca de trinta agentes da PF, acompanhados de seis auditores da CGU, cumprem nove mandados de busca e apreensão e 16 mandados de intimação nas cidades de Anagé, Tanhaçu e Vitória da Conquista.

Os crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro, desvio de recursos públicos e fraude à licitação começaram a ser investigados em 2015, quando vereadores da cidade denunciaram atividades irregulares de três falsas construtoras da região que teriam vencido nove licitações de obras de melhorias sanitárias, escolares e da área da saúde quase que simultaneamente, desviando os recursos públicos sem concluir as obras contratadas.

Após apuração, a PF definiu que as empresas são de fachada e que não havia concorrências nas licitações. Ao longo de dois anos, a organização obteve contratos que chegaram a R$ 3,792 milhões, aproximadamente. Anagé também foi selecionada para ser fiscalizada pela CGU neste ano.

Os recursos federais destinados para obras de Saúde e Educação foram investigados pelo órgão, que apontam para a ocorrência de superfaturamento por pagamento de serviços não realizados, além da não entrega da documentação solicitada pelos auditores.

A quantia desviada, os nomes das pessoas investigadas e os endereços alvos dos mandados não foram divulgados pela PF.

 

 

www.jequitinhonhanews.com/Bahia-ba

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.