ITAPEBI:Cabeleireira e familiares são confundidos com Quadrilha Por Policiais e passa por momentos de terror

ITAPEBI-Uma família Itapebiense viveu momentos de terror na manhã dessa sexta-feira (18), na cidade de Eunápolis extremo sul da Bahia. A Conhecidíssima Cabeleireira Sirlene Pinheiro da Silva 35 anos, residente na Rua Manoel loto  em itapebi passou por momentos de tensão na manhã dessa sexta-feira ao fazer algumas compras no comercio de Eunápolis. Sirlene que foi até Eunápolis acompanhar de forma solidaria uma vizinha que iria fazer um exame de eco cardiograma na clinica saúde e vida localizada no bairro Pequi, a vizinha a dona de casa Maria Conceição lima 65 anos  Cadeirante e como companhia estava também Maria dajuda de jesus 38 anos. Tudo começou quando Sirlene vendo que o exame de dona Maria ia demorar ela foi até o comercio levar a senhora para tomar um lanche e comprar algumas coisas no comercio, Sirlene falou a nossa reportagem que quando ela estava   próximo da casa do pescador no centro de Eunápolis foi abordada por Policiais que, já chegou e falou com ela ''agora eu te peguei'' e os mesmos a colocou dentro da viatura e a todo o tempo a acusava de que ela tinha roubado um malote com 6.000, mil reais da caixa econômica federal e que era para ela falar onde estava o dinheiro.

A cabeleireira disse ainda que no interior da viatura ao parar no sinal vermelho as agressões continuaram de forma verbais e físicas com tapas na face, os policias pedia a todo o tempo para ela entregar a quadrilha, e ela sempre dizendo que não sabia de nada e que a pessoa que eles estavam procurando não era ela eles continuaram com a sessão de terror. Ao falar que estava em uma  clinica no bairro pequi acompanhado a cadeirante eles foram até o local mas segundo Sirlene eles impediram que ela saísse da viatura dizendo que ela estava mentindo, eles entram na clinica e constataram que tinha pessoas de itapebi para fazer exame mas agrediu verbalmente Maria conceição que estava acompanhando Sirlene, depois de todo esse constrangimento os policiais saíram sem falar nada e deixaram Sirlene na clinica, os policiais ainda fotografaram a ação e de alguma forma as imagens com dizeres que mulheres de itapebi tinham sido presas em Eunápolis viralizou nos grupos de Whatsapp  da cidade e até de outros estados como vitória no espirito santo denegrindo ainda mais a moral das vitimas.

No entanto ficou claro que a cabeleireira foi confundida com uma quadrilha que vem aplicando golpes no comercio de Eunápolis, mais e agora e todo esse terror que essas mulheres passaram como é que vai ficar o constrangimento as agressões os xingamentos o medo que a  Cabeleireira que é tão amada por todos em itapebi. Com a resposta as autoridades, e lembrando que as vitimas são afro descendentes será que isso teve alguma influencia na ação dos policiais que abordou a cabeleireira sem pedir nenhum documento de identificação.      

 

Por:www.jequitinhonhanews.com.br/

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.